-->

Leia antes de iniciar a a leitura no Orquídeas Sem Mistério!

Tutorial do Blog Orquídeas Sem Mistério.

Olá Pessoal!! Estou agora atualizando o Tutorial deste blog, uma vez que ocorreram algumas mudanças em sua funcionalidade tornando o mais pr...

terça-feira, 22 de março de 2011

Ressupinação, o que é isso?!

Olá orquidófilos! Hoje será a primeira de muitas postagens digamos de assuntos bem curiosos do mundo das orquídeas e claro, também de muita importância, porque são fatos que passam despercebidos entre a gente, mas que tem muita utilidade prática para o cultivo.
O tema de hoje é a tal da ressupinação, ou "ressupination". Mas o que seria isso?! Este nome estranho é o denominação dada ao fenômeno que acontece nas flores de orquídeas antes de sua abertura. Simplesmente é aquela torção, ou giro que os botões dão muitas vezes de até 180º no único intuito para posicionar o labelo na posição pra baixo e horizontal para facilita o pouso do inseto polinizador para então fazer o seu trabalho. Na verdade este é um processo fisiológico que envolve relações delicadas de balanço hormonais, mas a ideia aqui é não entender como é que funciona e sim para que funciona e este foi mais um mecanismo fantástico que a natureza criou para garantir que a espécie, no caso, as orquídeas sobrevivam e perpetuem a espécie. Nem todas as orquídeas fazem ressupinação, mas boa parte delas fazem e quando passamos a observar vemos o quanto é bonito e importante este fenômeno para elas. Bom mas qual a importância prática disto??
Sabendo que isto acontece gente pode decidir qual a hora correta para tutorar os botões florais, principalmente em se tratando do grupo das Cattleyas, já que se tutorar-mos os botões antes deles "virarem" eles podem não completar a ressupinação e em vez das flores abrirem pra frente abrirem pra cima ou tortas, o que não é desejável.
Orquidófilos chega de falatório e vamos assistir um videozinho que fiz tentando mostrar este fenômeno até a abertura completa das flores para facilitar o entendimento. o vídeo está precário, já que os recursos eram limitados e eu fiz com uma webcam, mas da para ter uma boa ideia sobre a ressupinação. Este  foi feito com uma das minhas Laelias purpuratas(Cattleya purpurata).


Gente espero que tenham gostado do assunto e qualquer dúvida é só entrarem em contato que terei o prazer de responder todos vocês. Até a próxima!!!

10 comentários:

  1. Espetacular!!! Mas, me esclareça uma duvida... Quanto tempo leva esse processo? Tenho uma Blc George King que esta com aproximadamente 20 dias, com a "espatazinha" para liberar o botão floral e ate agora não consigo ver nenhuma mudança alem disso. Não tenho nenhuma experiência com plantas e comecei com minhas orquídeas a 6 meses e a impressão que tenho e que quanto mais leio, menos sei. Grata, Elaine Leal. Rio Branco-Acre

    ResponderExcluir
  2. Olá Elaine! Primeiramente bem vinda ao mundo do cultivo de plantas e orquídeas em especial! Segundo, não se fique chateada nem desanime jamaz, pois quando começamos uma coisa nos deparamos com muitas dificuldades, até mesmo pela falta de experiencia, mas com o tempo, dedicação, teimosia, e muita observação de td q se faz avançamos. Quanto a esse processo Elaine a ressupinação em si ocorre quando os botões já estão fora das espatas já quase no momento da floração, então é um processo rápido, agora quanto ao surgimento de espatas vai depender da planta. Vai ter planta q logo ao emitir espata vai vim os botõs e florir, como uma Cattleya forbesii, por exemplo, já outras emitem a espata e a floração ainda demora meses para acontecer, como o caso da Laelia purpurata q emite espata muitas vezes em março, abril e maio, as vezes antes e a floração de fato ocorre em novembro, ficando assim vários meses a planta com a espata vazia. Há ainda aquelas q emitem a espata e com ela verde os botões vem e rompem e outras q a espata seca primeiro e depois q vem os botões e rompem e outras q nem emitem espatas. Quanto a híbrido pode acontecer de td e o tempo de espata é variado demais já q sao usadas várias plantas de comportamentos diferentes nos cruzamentos aí não da pra afirmar com exatidão quanto tempo vai demorar. Espero ter te ajudado e qualquer coisa é só perguntar. Boa sorte!

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Gostaria que você me esclarecesse sobre fertilizantes.
    Li em alguns sites sobre vitamina B- Beneroc e seguidores.Esses seriam ótimos fertizantes para o enrraizamento.
    Isso realmente confere? Em caso afirmativo,qual seria
    a aplicação adequada? E o levedo também poderia substituir?
    Grata.
    Beatriz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beatriz! Olha quanto fertilizantes temos que sempre tomar muito cuidado, pois tem-se muita informação espalhada e muitos recomendam muitas coisas, mas na verdade poucos sabem realmente o que os fertilizantes fazem e o q é ou não um fertilizante.
      No caso a vitamina B não pode ser considerado um fertilizante, pois ela não contem sais minerais que são elementos fundamentais para o desenvolvimento das plantas e esses são fornecidos pelos fertilizantes. Quanto a vitamina B, no caso a vitamina B1 ela é uma substância importante para as plantas, mas ao contrário do que muitos dizem não é um hormônio, mas ela pode sim auxiliar a planta no enraizamento e é um anti estresse também, entretanto ela deve ser administrada com cuidado para que os efeitos não sejam contrários. No caso a dosagem para no caso comprimidos de 300mg de tiamina como é o caso do Benerva ou Beneum é de 1 comprimido para cada 750ml de água e isso pode ser aplicado semanalmente na planta até você notar o enraizamento desta e então suspenda a aplicação. Outra coisa isso deve ser apenas utilizado para plantas debilitadas ou replantadas fora de época, mas independente disso você sempre deve manter uma adubação com fertilizantes completos e balanceados e fornecer de forma constante, ou semanal ou quinzenal de acordo com a adubação que você está usando ou no caso dos orgânicos de 2 em 2 meses.
      Uma nutrição balanceada e adequada é fundamental para que a planta se desenvolva e enraize normalmente e suas funções estejam normais para não precisar entrar com os enraizadores ou outro produto.
      No blog mesmo Beatriz tem uma matéria sobre adubaçzão e uma matéria sobre enraizadores que deve te ajudar bastante a tirar essas dúvidas., mas precisando de mais alguma ajuda é só entrar em contato. Tenha uma boa semana e até a próxima!

      Excluir
  4. oi eu tenho essa orquidea ai do video,vc foi show nessa filmagem,parabéns

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito do seu blog, aprendo e repasso informações daqui pois sei que são informações seguras e funcionais! Desculpe não perguntar algo sobre o post e sim sobre adubação orgânica kkk. Queria saber se a torta de mamona precisa ou é bom que seja fermentada antes de usar nas orquídeas. Me refiro a deixar em um recipiente com um pouco de agua e durante algum tempo para que ela fermente. Pergunto isso pois vi gente fazendo assim e diziam que só o bokashi já vem fermentado, a torta de mamona não. Isso tudo procede ? Devo fermenta-la primeiro ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Olha então, não precisa fermentar a torta de mamona não, caso faça uso deste adubo e nem é recomendado, pois quando se coloca a torta de mamona pura em contato com a água o seu ph mais alto junto com a água fará com que seja liberado amônia que evaporará e assim o adubo além de ficar com cheiro de amônia ele perderá o nitrogênio o que não é interessante, agora quando é colocado no substrato onde terá um ph mais equilibrado evitando que fique alcalino demais e com uma fermentação mais lenta evitará grandes perdas deste elemento tão importante. A fermentação do bokashi ela é especial pois é uma receita equilibrada em que o ph não fica elevado demais e em ambiente fechado evitando assim a perda do nitrogênio. Agora claro, entre uma torta de mamona ou bokashi o bokashi é bem melhor, pois além de ser parcialmente fermentado ele é enriquecido com microrganismos eficientes que são essenciais para a liberação dos nutrientes para a planta deixando a mais forte e saudável.

      Excluir
  6. Olá Andrew amei seu artigo parabéns. Andrew ganhei uma orquídea toda feia,suas folhas estão amarelas e suas raízes estavam escuras e caíram todas. Fiz uma CTI na garrafa pet usei casca de coco, alguns pedaço de carvão e fertilizante a base de enraizamento. Pode me ajudar, estou desesperada será que vai brotar novas folhas? Por quanto tempo ela deve ficar na CTI?
    Fico grata pela resposta.

    ResponderExcluir